19 de novembro de 2018

Acusado de matar Moto taxista de Santo Antonio é preso CONFESSA E DETALHA como matou


Nenem Camarão / Assassino confesso de matar o Mototaxista de Santo Antonio

João Batista de Oliveira de 28 anos, conhecido por Nenem Camarão que já tinha mandato de prisão decretado pela justiça, acaba de ser preso pela RP de Nova Cruz, segundo informações o mesmo foi preso após a Policia ter recebido uma denuncia anônima. O mesmo foi pego caminhando em uma estrada de terra em Lagoa dos Currais e confessou ter matado o moto taxista com pauladas e golpes de capacete, em vídeo ele ainda confessou ter sido o autor de outra morte no lixão de Lagoa D`anta.  Como motivo ele alegou que estava sem dinheiro para pagar a corrida e a vitima o que causou o assassinato.


ASSISTA O VÍDEO EM QUE ELE CONFESSA

Neste Vídeo o assassino confessa e detalha como matou o Mototaxista.

Bolsonaro repassa R$ 2 mi em emenda para Santa Casa



Ainda no mandato de deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, destinou R$ 2 milhões em uma emenda individual parlamentar para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG), hospital que prestou o primeiro atendimento após o então candidato à Presidência levar uma facada durante um ato de campanha na cidade mineira em setembro.
Como parlamentar, Bolsonaro tem direito a direcionar R$ 15,4 milhões em emendas ao Orçamento da União de 2019, sendo que metade do valor tem de ser destinada para ações e serviços públicos de saúde, como determina a Constituição.
Logo após ter se recuperado do ataque, Bolsonaro chegou a dizer que “nasceu de novo” no hospital. Ele também quis doar para a instituição um valor do montante arrecadado para sua campanha e que acabou não ocorrendo. Esse tipo de doação não é permitida pela legislação eleitoral por se tratar de recursos de campanha
A emenda para a Santa Casa de Juiz de Fora, no entanto, difere de grande parte das rubricas orçamentárias historicamente apresentadas por Bolsonaro ao longo dos 27 anos em que é deputado federal. Ele sempre priorizou o repasse para instituições de saúde, de educação e de outras áreas ligadas às Forças Armadas.
Este tipo de emenda é impositiva, ou seja, o governo é obrigado a executá-la. Elas são destinadas, em geral, para as demandas que chegam das bases eleitorais dos 594 congressistas – incluindo deputados e senadores – e é uma forma de os parlamentares participarem da elaboração do orçamento anual encaminhado ao Congresso pelo Executivo.
Na justificativa para a emenda apresentada, Bolsonaro afirma que o déficit da instituição em 2017 foi de R$ 27,1 milhões, referentes aos atendimentos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo a média mensal de R$ 2,3 milhões. “Este déficit é decorrente da defasagem da tabela do SUS sem reajuste há mais de 12 anos”, diz o texto da emenda.
Forças Armadas
Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo em janeiro mostrou que Bolsonaro destinou 60% das suas emendas para a saúde dos militares entre 2014 e 2018. No total do período, foram mais de R$ 45 milhões em rubricas para atividades relacionadas às Forças Armadas dos mais de R$ 76 milhões indicados por ele no Orçamento.
Para 2019, Bolsonaro manteve a tradição. Ele apresentou 21 emendas, sendo que 60% destinadas para saúde e educação de militares. Foram R$ 7,2 milhões para hospitais e equipamentos de saúde e R$ 1,9 milhão para escolas militares.
O restante foi destinado para a Rede Sarah, o Hospital de Barretos, o Instituto Nacional do Câncer e a Associação Brasileira de Assistência aos Cancerosos, além da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. Nenhuma emenda foi destinada para segurança pública.
A reportagem entrou em contato com a assessoria de Bolsonaro, mas não obteve resposta até a conclusão desta edição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

DESAPARECIDA


Após ter saído de casa por volta das 14:00 dessa domingo, a Senhora Fatima Vale não teve mas contato com seus familiares, no final da tarde desse domingo a motocicleta que ela conduzia foi encontrada nas proximidades da Pousada Pedra da Boca.

A FAMÍLIA E AMIGOS ENCONTRAM-SE DESESPERADOS E PEDEM AJUDA PARA ENCONTRAR A MESMA, SE ALGUEM TIVER ALGUMA INFORMAÇÃO ENTREM EM CONTATO COM A FAMÍLIA OU COM A POLICIA NOS NÚMEROS DISPONÍVEIS A CIMA.


17 de novembro de 2018

JUSTIÇA DECRETA A PRISÃO PREVENTIVA DO ACUSADO DE MATAR O MOTOTAXISTA DA CIDADE DE SANTO ANTÔNIO

No final da tarde do dia (16/11/18), o juiz plantonista da 2° Vara Criminal da Comarca de Nova Cruz-
RN, acatou a representação realizada pela Delegacia de Polícia Civil de Goianinha-RN e decretou a prisão preventiva da pessoa conhecida por Aristides e também conhecida por “Nenem do Camarão”, principal suspeito de ter matado o mototaxista Gerson Kennedy Ferreira de Lima morto brutalmente no lixão de Goianinha-RN.

A Polícia Civil de Goianinha-RN compreende a comoção e revolta dos familiares e amigos da vítima, entretanto, alerta para que não haja tentativas de agressões ou mesmo linchamento do acusado que deverá ser ouvido e apresentar a sua versão dos fatos. A PC Goianinha agiu com bastante celeridade para que o caso não ficasse impune, mas desejamos contar com o apoio da população para localização do acusado conhecido pelos nomes de “Aristides e Nem do Camarão”.

16 de novembro de 2018

Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23

Estudantes beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem renovar os contratos até o dia 23 de novembro. O prazo, que terminaria hoje (16) foi prorrogado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Devem fazer o aditamento aqueles que contrataram o Fies até 31 de dezembro de 2017. Neste semestre, cerca de 890 mil contratos devem ser renovados, de acordo com o FNDE.
A renovação do contrato é feita pelo sistema SisFies. Segundo o FNDE, o prazo foi estendido para que nenhum estudante com contrato a ser renovado fique de fora. “Em virtude do feriado, decidimos dar mais prazo para que todos consigam concluir o processo de aditamento no sistema”, diz o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro, em nota enviada pela autarquia.
O FNDE ressalta ainda na nota que é “fundamental que os alunos acessem o SisFies o quanto antes e não deixem para a última hora”.
Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é inicialmente feito pelas instituições de ensino para, depois, as informações serem validadas pelos estudantes no sistema.
Caso o aditamento tenha alguma alteração nas cláusulas do contrato, o estudante precisa levar a nova documentação ao agente financeiro, que é o Banco do Brasil ou a Caixa Econômica Federal, para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.
Contratos de 2018
Os estudantes que aderiram ao Novo Fies e contrataram o financiamento em 2018 devem seguir o cronograma da Caixa, que é o Agente Operador do Novo Fies.. Segundo a Caixa, aproximadamente 50 mil estudantes assinaram contratos do Novo Fies no primeiro semestre de 2018. O prazo para esses estudantes vai até 30 de novembro. O aditamento é feito no site da Caixa. O novo Fies, lançado no ano passado, tem modalidades de acordo com a renda familiar.
A modalidade Fies têm juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é de 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é de R$ 42 mil e é bancado pelo governo.
A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito, que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento.
Agência Brasil

Bolsonaro libertou médicos cubanos da semiescravidão

Bolsonaro exigiu que cubanos recebessem salário integral
Os suspeitos de sempre intensificaram a gritaria contra Jair Bolsonaro após Cuba abandonar o programa Mais Médicos do Ministério da Saúde. O presidente eleito seria o responsável pela saída dos cubanos ao impor mudanças nas relações de trabalho deles no Brasil.Ora, mas o que de tão estapafúrdio exigiu Bolsonaro?
Em sua conta no Twitter, ele disse que condicionou a continuação do programa a três itens: 1 - aplicação de testes de capacidade; 2 - salário integral aos profissionais cubanos; 3 - liberdade para trazer suas famílias.
Quem poderia se opor a isso?
Quem acha justo que um trabalhador seja tungado por um governo déspota?
Quem seria contra a convivência de um pai com seus filhos?
Com certeza, os que não aceitam que o País, como é natural em qualquer regime democrático, mudou o pêndulo para a direita. Mas é querer demais dessa gente que ainda reza por uma cartilha do século passado, com um conceito extravagante de democracia. Por ela, Cuba não é uma ditadura, assim como Maduro é um grande estadista.
Na verdade, por mais que doa no coração das aves agourentas, o discurso de Bolsonaro sobre o tema tem caráter humanitário. Por força de um convênio assinado por dois governos (um abusivo, outro conivente), 8.332 médicos cubanos trabalham em território brasileiro em condições análogas à semiescravidão.
Matéria publicada no R7 revela que o drama dos cubanos pode ser ainda maior.
Publicidade
Fechar anúncio
Cento e cinquenta profissionais que deixaram o Mais Médicos tentam na Justiça obter o direito de trabalhar no Brasil ganhando o salário integral. Um deles, identificado apenas pela inicial R, afirmou que "não achava justo ficarmos apenas com 25% do salário. Além disso, casei com uma brasileira e tive um filho. Queria continuar aqui”.
Ou seja, ao contrário do que se propaga por aí, ao invés de 30% do salário, sobram apenas 25% dos R$ 11.865,50 pagos mensalmente.
É humilhante.
Por isso, tantos desertaram.
Por isso, tantos querem permanecer aqui e lutam para receber o salário que lhes é devido.
Pelo colapso da saúde pública nacional, os médicos cubanos tornaram-se fundamentais para o atendimento de 28 milhões de brasileiros em 2.857 municípios espalhados por todo o país, notadamente, nos lugares menos favorecidos pela ação do Estado.
A presença deles entre nós evita o agravamento de uma situação que já é grave, mas que sejam tratados com a dignidade que merecem.
Não como escravos.

Mulher morre vítima de bala perdida após tentar proteger filho de tiroteio

Uma mulher morreu vítima de bala perdida, na noite desta quinta-feira (15), no bairro Costa e Silva, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, Ana Glória de Sousa, de 30 anos, estava conversando com uma amiga no momento em que começou um tiroteio. Nesse momento, ela correu para pegar o filho que estava brincando perto do local do tiroteio, quando foi atingida por um tiro nas costas.
O crime aconteceu por volta das 20h. Ainda segundo informações da Polícia Militar, o alvo dos suspeitos que chegaram em um carro preto, era um homem identificado como Willames Joaquim da Silva, de 40 anos, mais conhecido como Nino.
Os suspeitos efetuaram vários disparos contra a vítima, que morreu na hora. Na semana passada, segundo a polícia, ele já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio.
Durante o tiroteio, Ana Glória de Sousa conversava com uma amiga no momento que começaram os tiros. Ela foi buscar um dos filhos que estava brincando próximo da área, quando foi atingida por um tiro nas costas. Ela também tinha outro filho, que teria presenciado a morte da mão, e trabalhava como caixa numa farmácia.
Até o início da manhã desta sexta-feira (16), nenhum dos suspeitos havia sido localizado.

Mototaxista de Santo Antônio é encontrado morto proximo ao lixão em Goianinha, RN


O mototaxista Gerson Kennedy, de 23 anos, que estava desaparecido desde a última segunda-feira (12), após sair para fazer uma corrida para com destino à cidade de Goianinha, onde foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira, 15 de novembro. O seu corpo foi achado enterrado numa região de mata nas proximidades de um lixão, no município de Goianinha.

Um dos envolvidos no assassinato de Gerson já foi preso. Outros dois suspeitos estão sendo procurados pela polícia. Um rapaz preso ontem à tarde durante as buscas feitas na comunidade Lagoa do Poço, zona rural de Goianinha, que é usuário de drogas e tem problemas mentais, apontado como um dos suspeitos, a polícia negou sua participação no crime.

Familiares de Gerson estiveram no local e fizeram o reconhecimento do corpo. O Instituto Técnico-científico de Polícia (ITEP-RN) está sendo aguardado para realizar a perícia e o recolhimento do corpo. Exames de necropsia deverão ser feitos para apontar as causas da morte.

O delegado de polícia civil de Goianinha, responsável pelo caso, investiga o que teria motivado a execução do mototaxista.

Fonte: Blog Os Amigos da Onça

15 de novembro de 2018

Paulo Guedes quer acabar com o ‘toma lá, dá cá’ com o Congresso e faz promessa a novos governadores por apoio a Bolsonaro

Reunião da equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro com governadores Foto: Jorge William / Agência O Globo
Reunião da equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro com governadores Foto: Jorge William / Agência O Globo

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes , aproveitou a primeira reunião com governadores eleitos em 2018, nesta quarta-feira, em Brasília, para colocar em prática a tentativa de negociar as pautas de interesse do governo com os chefes de Executivo, e não com parlamentares.
Ao lado de Bolsonaro, Guedes distribuiu promessas aos governadores, como uma reforma tributária que garanta mais recursos aos estados. Mas exigiu em troca apoio à agenda do governo Bolsonaro. A reforma da Previdência foi tratada como principal item.
– A escalada do governo federal, a hipertrofia, e esse calote sobre governos estaduais são um processo de décadas. Os impostos subiram cerca de 18%, 20% do PIB há 30 anos para até 35%, 36% do PIB atualmente. A União criou contribuições não compartilhadas com estados e municípios. Temos várias reformas em andamento. Vamos estudá-las – disse Guedes, ao iniciar as promessas de mais verbas para os estados.
Segundo o futuro ministro da Economia, umas das reformas em estudo é a tributária, com a possibilidade de unificação dos impostos.
– Em vez de vocês ficarem de pires na mão, tendo que pedir dinheiro toda hora, será o contrário. Se você conseguir unificar esses impostos, ele já chega repartido. Nem precisa passar por Brasília – afirmou.
A cobrança por apoio veio na sequência:
– Querem ajuste (tributário) mais rápido? Participem da reforma previdenciária conosco. Façam um sacrifício – disse.
O almoço foi fechado, sem a presença da imprensa. O GLOBO obteve áudio com o discurso de Guedes.
Para completar o aceno, o economista terminou suas ponderações dizendo que ministros não têm a mesma importância de governadores. Segundo ele, ninguém se lembra os nomes de ministros.
– Importantes são os que foram eleitos, governadores e prefeitos que são os representantes da população – afirmou, cobrando mais uma vez apoio à reforma da Previdência.

Megaleilão

Na saída do encontro, alguns dos governadores informaram que Guedes se comprometeu a dividir com estados e municípios o que for arrecadado no megaleilão do pré-sal, cuja expectativa é que renda aos cofres públicos cerca de R$ 100 bilhões.
– O compromisso é que parte dos recursos serão partilhados com os estados. Ele não detalhou. Ele se comprometeu a compartilhar parte da arrecadação – disse o governador eleito do Distrito.
O GLOBO

14 de novembro de 2018

Governo do RN decreta ponto facultativo na sexta-feira

O Governo do Rio Grande do Norte decretou ponto facultativo nos Órgãos e Entidades da Administração Direta, Indireta, Autárquica e Funcional do governo na próxima sexta-feira (16).
Assinado pelo governador Robinson Faria, o decreto foi publicado nessa terça-feira (13). A exceção fica para as atividades considerada essenciais.

DECRETO Nº 28.481, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2018.

Decreta ponto facultativo nos Órgãos e Entidades da Administração Direta, Indireta, Autárquica e Fundacional.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 64, V, da Constituição Estadual, combinado com o art. 230, da Lei Complementar nº 122, de 30 de junho de 1994,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica decretado ponto facultativo no dia 16 de novembro, sexta-feira, nos Órgãos e Entidades da Administração Direta, Indireta, Autárquica e Fundacional, excetuando-se aquelas atividades que sejam consideradas essenciais.
Art.2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal/RN, 13 de novembro de 2018, 197º da Independência e 130º da República.

ROBINSON FARIA
Marco Antônio Medeiros

Diante da juíza federal substituta Gabriela Hardt, Lula presta depoimento em Curitiba na tarde desta quarta no processo do sítio de Atibaia

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será interrogado hoje (14), a partir das 14h, em Curitiba. Ele será transportado de carro da carceragem da Superintendência da Polícia Federal onde está preso, desde abril, para a sede da Justiça Federal, ambas na capital paranaense. Será a primeira vez que ele deixará a superintendência em sete meses.
Lula vai depor em um dos processos da Operação Lava Jato relativo ao sítio Santa Bárbara de Atibaia (SP). A juíza federal substituta Gabriela Hardt vai conduzir a oitiva.
O ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em outro processo, o caso do triplex em Guarujá (SP).
Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal, substitui o juiz federal Sergio Moro, que aceitou ser ministro da Justiça do governo eleito Jair Bolsonaro. De férias e informando que irá pedir exoneração do cargo, Moro é substituído por Hardt.
Caso
O ex-presidente foi denunciado por recebimento de propina das construtoras OAS e Odebrecht. Outras 12 pessoas também estão denunciadas no processo. Lula nega as acusações e diz não ser dono do sítio. De acordo com as investigações, foram feitas reformas e melhorias no patrimônio.
Pelas investigações, as reformas no sítio começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, amigos de Lula. No laudo elaborado pela Polícia Federal, em 2016, os peritos citam as obras que foram realizadas, entre elas a de uma cozinha avaliada em R$ 252 mil.
A estimativa é de que tenha sido gasto um valor de cerca de R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio (R$ 1,1 milhão) e a reforma (R$ 544,8 mil). A defesa de Lula sustenta que a propriedade era frequentada pela família do ex-presidente, mas ele não é proprietário do sítio.
O empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente da República, e réu por lavagem de dinheiro na mesma ação penal deverá ser interrogado hoje também.
Agência Brasil

Tentativa de assalto termina com carro capotado e comerciante morto na BR-304, em Parnamirim

Foto: PRF/Divulgação

Mais uma ação criminosa no Rio Grande do Norte resultou na morte de uma cidadão inocente nesta quarta-feira(14) durante uma tentativa de assalto que terminou com um carro capotado e um passageiro morto nesta madrugada na BR-304, em Parnamirim, na Grande Natal.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, informações preliminares dão conta que um veículo Montana trafegava em direção a Macaíba, por volta das 4h, quando foi trancado por outros dois veículos. Neste momento motorista perdeu o controle e capotou logo após o viaduto de Parnamirim, no Km 306.
Ainda segundo a PRF, o motorista da Montana sofreu ferimentos leves, mas o passageiro, um comerciante, acabou morrendo. Os bandidos, fugiram sem levar nada.

13 de novembro de 2018

Pai atira e mata filho ex-prefeito por engano ao confundi-lo com assaltante na Paraíba

Uma verdadeira tragédia abalou a pequena cidade de Baraúna, Seridó paraibano, no final da noite desta segunda-feira (12). De acordo com informações, o ex-prefeito Alysson Azevedo (PSB) morreu ao tentar apagar um incêndio na casa do seu pai, o também ex-prefeito, Adilson Azevedo (MDB), e ser atingido com um tiro após o seu pai achar que estaria sendo vítima de um assalto. Alysson não resistiu e morreu instantes depois.
 Alysson teria tentado arrombar a casa do pai para apagar um princípio de incêndio provocado por uma panela de pressão que Adilson do feijão, como é mais conhecido, colocou no fogo, esqueceu e foi dormir. Na tentativa de arrombar o portão para entrar, Alysson foi atingido por um tiro de arma de fogo disparado pelo próprio pai que achou que se tratava de um assaltante tentando entrar em sua residência. Adilson dormia no momento e teria acordado com o barulho.
O tiro atingiu o lado direito do peito do ex-prefeito, que chegou a ser socorrido para o Hospital Regional de Picuí, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade hospitalar. A cidade está abalada com o fatídico acidente.
Alysson tinha 38 anos e era casado. Ele governou o município de Baraúna de 2008 a 2016. Filho de família tradicional, herdou do pai o dom da política. Adilson, que também foi prefeito por vários mandatos, é considerado o maior líder político de Baraúna.

Com o Blog do Flávio

Após premiar o STF com aumento, Congresso debate congelamento salarial do funcionalismo

Uma semana depois de o Senado ter retirado do freezer o projeto que elevou em 16,39% os vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal e da procuradora-geral da República, uma comissão especial de deputados e senadores se reúne nesta terça-feira (13) para discutir o congelamento de reajustes que seriam pagos a diversas categorias do funcionalismo público a partir de janeiro de 2019.
O resfriamento do contracheque dos servidores consta de medida provisória enviada ao Congresso por Michel Temer. Antes de chegar aos plenários da Câmara e do Senado, a proposta tem que passar pelo crivo de uma comissão mista. O colegiado reuniu-se na quarta-feira da semana passada —mesmo dia em que os senadores enviaram o aumento do Supremo e da Procuradoria para a sanção de Temer.
Sem clima, os membros da comissão adiaram para esta terça-feira a eleição de um presidente e de um vice-presidente, além da escolha de um relator para a medida provisória. O governo alega que os aumentos precisam ser adiados para 2020 em nome do equilíbrio das contas públicas. Até a semana passada, o argumento parecia lógico. Perdeu o nexo depois da exceção aberta para o STF.
O congelamento previsto na medida provisória de Temer afeta 372 mil pessoas, entre servidores ativos (209 mil) e aposentados (163 mil). Se for aprovado, evitará gastos de R$ 4,7 bilhões no próximo ano. O aumento dos salários do STF, que descerá em cascata por toda a administração pública, deve custar entre R$ 4 bilhões e R$ 6 bilhões por ano.
Entre as corporações que seriam afetadas pelo congelamento estão servidores da elite do funcionalismo, lotados na Polícia Federal, Receita Federal, Banco Central e Itamaraty. Há também na lista médicos e professores. Ironicamente, os reajustes foram aprovados sob Michel Temer. Alegou-se que já haviam sido negociados pelo governo de Dilma Rousseff, antes do impeachment.
Para restaurar a lógica, Temer precisaria vetar o aumento que elevou os salários da cúpula do Supremo e da Procuradoria de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil por mês. Mas é improvável que um presidente em fim de mandato, com duas denúncias por corrupção e dois inquéritos criminaios sobre os ombros, se anime a desafiar os interesses monetários da nova CUT, Central Única das Togas.
JOSIAS DE SOUZA

Bolsonaro indica general do Exército para Ministro da Defesa

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) usou o Twitter, na manhã desta terça-feira, para comunicar a indicação de mais um ministro, o general do Exército Fernando Azevedo e Silva para o Ministério da Defesa.
Azevedo e Silva foi exonerado em julho deste ano do cargo de chefe do Estado Maior, passando para a reserva, e nomeado assessor do ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), DiasToffoli.
O presidente eleito chegou a anunciar o general Augusto Heleno para a Defesa, porém optou por colocar o militar no Gabinete de Segurança Institucional.
O nome do general é o sétimo a ser indicado para compor o ministério de Bolsonaro, que deverá ter em sua equipe entre 15 e 17 ministros.
Já foram indicados o deputado federal Onyx Lorezoni (DEM), Casa Civil, o economista Paulo Guedes, Economia ( que será uma fusão dos ministérios da Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio), o juiz Sérgio Moro, Justiça e Segurança Pública, a deputada federal Tereza Crsitina (DEM), Agricultura, o astronauta Marcos Pontes, Ciência e Tecnologia, e o general Augusto Heleno, Gabinete de Segurança Institucional.
Em Brasília
O presidente eleito pousou na manhã desta terça na base área para uma nova rodada de conversas com autoridades.
Bolsonaro deverá ficar em Brasília hoje e amanhã (14) para dois dias de reuniões. Está agendada a participação dele em reuniões no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde a equipe do governo de transição trabalha.