19 de setembro de 2014

Professores são filmados fazendo sexo em escola


Dois professores foram afastados após serem filmados por um aluno fazendo sexo dentro de uma sala de aula na escola Padre Antônio Jorge de Lima, em Bauru (SP). O fato aconteceu no dia 2 de setembro, mas só veio à tona esta semana, depois que a Polícia Civil recebeu a denúncia de um abuso sexual coletivo contra uma menina de 11 anos na mesma escola.
O vídeo dos professores fazendo sexo sobre as carteiras de uma sala de aula foi gravado por um aluno de 16 anos, que deixou a câmera do celular ligada dentro mochila durante o intervalo. De acordo com o pai do garoto, que pediu para não ser identificado, dias antes o menino tentou entrar na sala durante o recreio, mas foi impedido pelo professor.
"Ele e os colegas acharam estranho o comportamento do professor e a permanência dele na sala de aula durante o intervalo. Você sabe como são os adolescentes, colocaram a câmera e deixaram filmando. As cenas gravadas são dignas de um filme pornô", afirma o pai do aluno.
O professor dá aulas de filosofia e sociologia e a professora ensina português. No intervalo, os dois se trancaram na sala de aula onde o vídeo foi gravado. "As cenas são fortes. Quando a professora entra na sala, eles utilizam duas carteiras contra a porta para impedir a entrada de terceiros na sala. Em seguida, começa a sessão de sexo explícito que dura mais de 20 minutos", diz o pai.
Após tomar conhecimento do fato, o pai procurou a direção da escola para denunciar os professores. O caso foi encaminhado para a Diretoria Regional de Ensino, que decidiu suspender os dois educadores.
Uma professora que não quis se identificar disse temer que a escola venha a sofrer uma enxurrada de pedidos de transferência. "O problema é que agora os pais e, até mesmo o alunos que não sabem quem são os professores, nos olham com desconfiança", afirma.
O pai de uma aluna que também procurou a Diretoria de Ensino informou que pretende transferir a filha para outra escola. "Minha filha não vai mais estudar lá, nem que eu tenha que entrar na Justiça para conseguir vaga em outra escola da cidade", afirmou.
Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Bauru informou considerar inadmissível o ato que envolveu dois professores da Escola Estadual Padre Antônio Jorge Lima, e já decidiu pelo afastamento dos docentes. Um processo administrativo foi aberto e pode resultar na demissão dos envolvidos.
Além deste caso, a Diretoria Regional também acompanha a denúncia da menina de 11 anos que teria sofrido abuso sexual por seis colegas, de 11 a 13 anos, durante o horário de aula. "A partir da próxima semana, a gestão da unidade será reformulada, uma vez que a diretora não estará mais no cargo. Nesta semana, a escola passou a contar com mais funcionários para monitorar os alunos", diz a nota.

Prefeito de Acari: “Votar em Robinson Faria é atirar no escuro”

Isaías: “RN não pode correr o risco de eleger um candidato que não é testado”

ythjrthr
“Neste momento de crise aguda, principalmente nas áreas de Saúde e Segurança, precisamos de alguém com a experiência política e a capacidade de união e de trabalho que tem Henrique”. A declaração é do prefeito de Acari, Isaías Cabral, ao justificar o seu apoio à candidatura do atual presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves. E ele arremata: “O Rio Grande do Norte não pode correr o risco de eleger um candidato que não é testado, nem aprovado, nem tem serviço prestado, nem lutas, nem obras, que é o caso de Robinson Faria. Votar em Robinson é atirar no escuro”.
Para o prefeito de Acari, que tem Nossa Senhora da Guia como padroeira e a o Açude Gargalheiras como um dos principais cartões postais, o trabalho recente e a longa folha de serviços prestados à região Seridó e ao Rio Grande do Norte são provas do compromisso do candidato da coligação União pela Mudança com o desenvolvimento do estado.
“Henrique tem 44 anos de atuação na Câmara dos Deputados e de serviços prestados ao nosso Estado. Acari e o Seridó são testemunhas do seu trabalho. Recentemente, cito a luta pela adutora de engate rápido para abastecer emergencialmente os municípios de Acari e Currais Novos, além da construção da Barragem de Oiticica”, argumenta o prefeito, conhecido pelos amigos, eleitores e por toda a sua gente como “O Profeta”.
Isaías Cabral está confiante. Acredita que, eleito governador, Henrique vai levar indústrias para o interior, gerando emprego e renda, descentralizando a concentração de fábricas e indústrias da Grande Natal. “Nosso interior é rico, temos o mais importante que é a vontade de trabalhar do povo seridoense. Nós precisamos de incentivo e oportunidade, e tenho certeza que Henrique vai nos propiciar”, afirma o peemedebista.
O prefeito de Acari defende o fim do radicalismo político que ainda insiste em se pronunciar em algumas regiões no Rio Grande do Norte. “Radicalismo é coisa do passado. Nós temos que caminhar é com união para reconstruir o nosso Estado. E Henrique é o candidato que não somente prega a união, como tem trabalhado pelo fim do radicalismo que já fez tanto mal ao nosso pequeno estado”.
Isaías Cabral anuncia que vai votar casado nesta campanha, apoiando Henrique para governador e a ex-governadora Wilma de Faria para o Senado: “A experiência de Wilma que foi prefeita de Natal por três vezes, além de governadora por duas vezes e deputada federal, junto com a capacidade e a força de Henrique, vai fazer o Rio Grande do Norte sair do buraco”.

Homem que ficou sem as mãos acusado de roubar bodes é inocente


O delegado titular da cidade de Pilão Arcado (788 km de Salvador) Arnóbio Dionísio Soares, disse em entrevistas aos veículos de comunicação da região que Josemar Ferreira de Sousa é inocente das acusações de furto de bodes no qual motivaram o ruralista Norberto da Silva Moraes, 40 anos a agredi-lo brutalmente com golpes de facão que arrancaram as duas mãos. 

Josemar, segundo o delegado é um homem simples, trabalhador e extremamente religioso e a hipótese dele ter furtado bodes do autor esta descartado. 


O delegado disse que o autor sofre de transtornos e o caso ainda esta sendo investigado para saber as reais motivações que levaram o autor a cometer tamanha atrocidade. A vítima que ficou sem as mãos ainda esta internada, mas passa bem e possivelmente deverá receber alta nos próximos dias.

Polícia Militar descobre desmanche no Planalto

Portal BO
Policiais militares lotado no 9º Batalhão descobriram, nesta quinta feira (18), um desmanche de veículos em um local onde deveria ser uma granja. A operação aconteceu no bairro Planalto, na zona Oeste de Natal, e foi desencadeada após os PMs tomarem conhecimento da ação de pessoas suspeitas na casa.
O soldado Henrique Silva relatou a reportagem do Portal BO que muitas denúncias chegaram até eles e que devido a essas informações a equipe resolveu agir. "Tínhamos informes importantes sobre o que na verdade acontecia naquela granja e nesta manhã constatamos o que já imaginávamos", disse.
O policial ainda informou que o imóvel era usado como esconderijo de criminosos. Um deles teria usado o local para depois de ser baleado durante um assalto onde a vítima foi um policial.
Várias peças de veículos de marcas diferentes foram encontradas no desmanche. Um veículo tipo Pálio, que estava totalmente desmontado tinha queixa de roubo, foi tomado de assalto no dia (9) de setembro

18 de setembro de 2014

Confirmadas grandes atrações na Festa do Boi 2014


A programação cultural da Festa do Boi 2014 será a melhor de todos os anos, é o que afirmam os organizadores do evento, Viva promoções e Luan Promoções com apoio do Carnatal. Estão confirmadas 14 atrações para os dias 10, 11, 17 e 18 de outubro, dentre elas Wesley Safadão e Garota Safada, Zezé de Camargo e Luciano e Jorge e Mateus. Os ingressos começam a ser vendidos nesta sexta-feira.
A noite de abertura, dia 10 de outubro, terá Wesley Safadão e Garota Safada, Zezé de Camargo e Luciano, Cheiro de Amor e Magníficos no mesmo palco. No dia 11, se apresentam Psirico, Desejo de Menina e Nonatos. O segundo final de semana, traz os sucessos de Jorge e Mateus, Bonde do Brasil, Gabriel Diniz e Matheus e Kauan. O encerramento será com o ritmo animado de Bell Marques , Raça Negra e Forró da Pegação.
Os ingressos estarão a venda a partir desta sexta-feira na loja Schalk de Parnamirim, Central do Carnatal e Viva Promoções no Shopping Cidade Jardim. O valor da pista é de R$30 e a Área Vip R$90 para o dia 10 de outubro. Neste primeiro lote, a compra poderá ser parcelada em até três vezes no cartão.

Preso em Santo Antônio jovem responsável de ter cometido homicídio na Paraíba


Policiais militares do Pelotão da Polícia Militar de Santo Antônio prenderam na noite de ontem (17), um jovem responsável de ter cometido um homicídio na cidade de Pedro Régis, na Paraíba. O crime foi praticado há cerca de seis meses. Lindemberg Bernardo de Oliveira, vulgo 'Neguinho', de 19 anos, também é acusado de praticar vários furtos e arrombamentos em Santo Antônio juntamente com seu irmão conhecido por 'Branquinho', morto baleado por traficantes na cidade de Tangará no ano passado. 

Neguinho foi preso na casa de sua avó, localizada no Bairro Santa Luzia, onde ele havia acabado de chegar depois de um período escondido. A prisão se deu após informações anônimas ter sido repassadas à polícia, que imediatamente se deslocou até o local e efetuou a prisão do mesmo.

Ele estava foragido e foi preso por força de um mandado de prisão expedido pela justiça da Paraíba. Neguinho se encontra à disposição das autoridades judiciais no Pelotão da Polícia Militar de Santo Antônio, onde aguarda a chegada da polícia civil paraibana para ser encaminhado para o sistema prisional do estado.

No RN 55% das famílias vivem com ate dois salários minimo

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que, em 2013, o Rio Grande do Norte possuía 55,2% das famílias com renda total de até dois salários mínimos. O número corresponde a aproximadamente 589 mil famílias.
Arquivo TN
Segundo Pnad, 589 mil famílias do RN viviam com até dois salários mínimosSegundo Pnad, 589 mil famílias do RN viviam com até dois salários mínimos

Na pesquisa, que foi realizada por amostragem em todo o Brasil e pesquisou 2.085 residências em 19 municípios potiguares, também ficou demonstrado o crescimento no número de famílias que dependem de programas sociais ou de doações para sobreviver. Enquanto em 2001 havia 31 mil famílias sem nenhum tipo de renda ou amparadas por programas sociais, o número, em 2013, passou para 33 mil, o equivalente a 2,9% dos lares potiguares.

Pelo levantamento, são 218 mil famílias que tinham renda de até um salário mínimo em 2013, o equivalente a 22,3% das residências do Rio Grande do Norte. Com até três salários mínimos viviam 189 mil famílias (16%), enquanto 140 mil (12,54%) de domicílios tinham renda familiar total de até cinco salários mínimos.

Por outro lado, as famílias que recebem até 10 salários mínimos era de 107 mil, em 2013, o equivalente a 9,58%, enquanto 35 mil domicílios (3,16%) tinham renda total de até 20 salários mínimos e 15 mil famílias (1,34%) recebiam, juntas, mais de 20 salários mínimos.

17 de setembro de 2014

Tumulto, silêncio e Dilma perdida: os bastidores do debate



Marina participa de debate promovido pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil
Marina participa de debate promovido pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil - Felipe Cotrim/VEJA
Penitência – Jornalistas que tentavam cobrir o debate entre os presidenciáveis acabaram "enclausurados" em um cercadinho do lado de fora do estúdio da TV Aparecida. A situação impedia o acesso da imprensa aos candidatos – jornalistas tinham de gritar em coro para convencê-los a se aproximar da barreira. Marina Silva (PSB) e Dilma Rousseff (PT) foram as únicas que não atenderam aos gritos e passaram batido.
Os verdes – Na vez de Marina Silva, os jornalistas tentaram convencê-la a se aproximar: “Vem para a grama, Marina, vem para o verde”, gritaram alguns. A área destinada à imprensa ficava sobre um gramado.
Voz fraca - Rouca, Marina não quis falar com a imprensa quando chegou. Já a caminho da sala destinada a receber os candidatos, fez um gesto com as mãos de que falaria depois. E cumpriu o prometido.
A força do anel - Marina tem por hábito mexer na aliança quando tem de discursar e, principalmente, falar sobre temas espinhosos. Logo no início do debate, a candidata do PSB manipulava nervosamente o anel que simboliza sua união com Fábio Vaz, técnico agrícola, com quem é casada desde 1986.
Virgem – Uma das explicações para a falta de acesso à imprensa aos candidatos foi a inexperiência da TV Aparecida em promover debate entre presidenciáveis. “Foi para garantir que tudo desse certo”, afirmou um integrante da organização.
Acordo  - Segundo a assessoria de imprensa da CNBB, a ausência de jornalistas na plateia foi condição imposta por dirigentes de algumas campanhas para aceitar participar do debate. A entidade não informou quais partidos fizeram o pedido.  
Quente x frio – Enquanto o debate entre os candidatos foi bastante monótono em frente às câmeras, com poucos confrontos diretos entre os principais presidenciáveis, os bastidores foram agitados. Uma jornalista que tentava ter acesso ao estúdio foi barrada por seguranças da Presidência e chegou a ter o braço ferido. Profissionais de imagem puderam ficar apenas quinze minutos próximos aos candidatos e registrar poucas imagens.
Ginástica olímpica – O candidato do PSDB, Aécio Neves, comentou o fato de ter perdido o segundo lugar na corrida eleitoral. “A campanha eleitoral deu uma cambalhota depois da morte de Eduardo Campos”, disse em referência ao trágico acidente que vitimou o candidato do PSB e outros seis membros de sua equipe.
Gravata da discórdia – O tucano parece ter errado na escolha do figurino e escolheu uma gravata vermelha para participar do debate. A cor, em geral, é associada ao PT.
Bandeira branca – Principais oponentes nessas eleições, Marina Silva e Dilma Rousseff vestiram branco para participar do debate na CNBB. No caso da candidata do PSB, o uso de roupas em tons claros tem sido a orientação de pessoas próximas para suavizar sua imagem. Marina tem sido proibida de usar preto.
Entre nós - Ao contrário dos demais debates, o da CNBB foi marcado pelo confronto direto entre Dilma e Aécio. Se o formato obrigou Marina a debater com Levy Fidelix, a petista e o tucano protagonizaram o momento mais tenso da noite ao falar de corrupção - que incluiu pedidos de direito de resposta.
O falante – Diante dos apelos da imprensa, Aécio Neves concedeu duas entrevistas coletivas aos jornalistas. Apostando na “onda da razão”, aparentava alívio diante de uma  nova pesquisa de intenção de voto que indica que cresceu quatro pontos na preferência do eleitorado.
Reforma política – Eduardo Jorge, candidato à Presidência pelo PV, disse que recebeu uma proposta de reforma política de Dom Raymundo Damasceno Assis, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). “Não concordamos que as empresas financiem as campanhas eleitorais”, disse o candidato.
Ataque ao marketing – Luciana Genro, candidata do PSOL à Presidência, agradeceu à sua moda o convite para participar do debate. “O debate é um recurso mais autêntico e não protegido por marqueteiros como na propaganda eleitoral.”
Entendeu? – O candidato Eymael (PSDC) também agradeceu o convite da CNBB e se disse injustiçado por ter sido excluído de dois debates anteriores. “Vim aqui dizer quem é o Eymael e o que eu fiz pelo Brasil”. Ao ser questionado sobre o que realmente fez pelo país, o candidato respondeu: “Ajudei a construir uma sociedade livre e justa e fazer do Brasil uma República Federativa.”
Metralhadora – Alvo de uma liminar concedida pela Justiça Eleitoral a pedido da campanha de Dilma Rousseff, que suspendeu os programas eleitorais que atrelavam o governo do PT ao escândalo do mensalão, Pastor Everaldo (PSC) repetiu o discurso vetado. “O povo brasileiro não aguenta mais corrupção, estamos diante de um mensalão 2."
Líder isolado – Presidente nacional do PT e um dos chefes da campanha de Dilma Rousseff, Rui Falcão ficou sem saber o que fazer na espera pela presidente na entrada do debate. Após conceder entrevista coletiva, e sem intimidade com bispos e padres, que faziam as honras na recepção, se manteve com as mãos nos bolso e isolado em um canto.
É por ali – A comitiva de Dilma Rousseff errou a entrada na Basílica de Aparecida e precisou dar uma volta. Dilma foi a última a chegar, faltando dez minutos para o início do debate.
Militância abraçada – Ao final do debate, Dilma Rousseff saiu do carro e fez questão de abraçar a militância do PT que a aguardava já de madrugada. (Bruna Fasano, Mariana Zylberkan e Andressa Lelli, de Aparecida)  

Declaração de Marina sobre passar fome deixa Dilma e Aécio sem ação


MarinaSilva1Como criticar ou ironizar uma declaração tão contundente?
Ao mergulhar de cabeça na apelação emocional, e ressaltar em seu programa eleitoral na TV que viveu uma infância miserável, sentindo no estômago (e na alma) o que é não ter comida na mesa, Marina Silva evaporou o boato de que acabaria com o Bolsa Família e, de quebra, se lançou a um pedestal quase inatingível.
Como Dilma e Aécio podem contra-atacar? Como criticar a representante de uma realidade que foi — e ainda é — conhecida intimamente por milhões de brasileiros?
A petista não poderá repetir que a candidata do PSB se faz de ‘coitadinha’. O tucano pensará duas vezes antes de acusar a ex-senadora de ser vitimista.
Não dá para desqualificar quem assume ter passado fome. Seria uma atitude vista como desumana e cruel. Bombardear Marina por sua declaração dramática poderia ofender milhões de outras pessoas que também já conheceram (ou ainda sentem) a fome.
Em campanha eleitoral sempre se discute os limites da baixaria, da troca de ofensas, do terrorismo psicológico contra o eleitor. Com Marina, a discussão avança para o campo da emoção. Há um limite para a manipulação emocional?
Por ironia da história, ou, se preferir, do destino, essa guerra eleitoral faz Marina Silva se aproximar virtualmente cada vez mais de Lula, seu ex-mentor e agora novo desafeto.
Na ânsia por se eleger, ambos usaram a origem pobre, o preconceito social e a superação pelo próprio esforço como estandarte da campanha à Presidência da República.
Nos dois casos, a pobreza foi vendida quase como uma virtude, como se ela os fizesse mais merecedores da vitória do que, por exemplo, um candidato de classe média que nunca sentiu a barriga vazia.
“Sei o que é passar fome.”
Depois dessa frase-slogan, não há como apelar mais profundamente ao emocional do telespectador-eleitor.
Ou há?

Petistas abandonam candidatura de Robinson Faria


Dos seis prefeitos do PT, três declararam apoio à candidatura do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), adversário do candidato do PSD, ao governo



Por Allan Darlyson
Robinson

“Casamento” em crise: petistas anunciam apoio a Henrique, mas continuam com Fátima





O “casamento fiel” das candidaturas do vice-governador Robinson Faria (PSD) à sucessão da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e da deputada federal Fátima Bezerra (PT) ao Senado caiu em “adultério” durante a campanha eleitoral.
Apenas a metade dos prefeitos do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte apoia a candidatura de Robinson a governador, apesar de todos estarem fechados com o nome de Fátima para o Senado Federal. Os aliados de Faria não se mostraram tão leais quanto diziam na convenção que homologou a chapa Robinson e Fátima para as eleições deste ano.
Dos seis prefeitos do PT, três declararam apoio à candidatura do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), adversário de Robinson, ao governo. Os prefeitos de Parelhas, Francisco do PT; de Ouro Branco, Fátima Silva (PT); e de Ipanguaçu, Luciano Oliveira (PT) anunciaram apoio ao peemedebista no decorrer da campanha. A última adesão foi de Oliveira e seu grupo político, que ocorreu ontem.
Os prefeitos de Serra Negra do Norte, Urbano Farias (PT); Pureza, Maria do Sindicato (PT); e Serrinha dos Pintos, Rosânia (PT), por enquanto permanecem apoiando a candidatura do PSD ao governo. O capital político dispensado a Robinson pelo aliado, além de ser pequeno, foi quebrado ao meio.
Entre os militantes mais radicais da legenda, que fazem campanha para Fátima, o nome de Robinson também não é unanimidade. Há uma ala de pessoas ligadas ao partido, segundo apurou nossa equipe de reportagem, que tem preferência pelo candidato Robério Paulino (PSOL).

Dilma cai e a diferença para Marina fica cada vez menor segundo IBOP


Pesquisa Ibope contratada pelo Estadão e pela Rede Globo traz queda na intenção de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) e uma diminuição da distância entre a candidata do PSB, Marina Silva, e o candidato do PSDB, Aécio Neves, no primeiro turno. Os dados mostram que Dilma caiu de 39% para 36%, enquanto Marina oscilou de 31% para 30% e Aécio subiu de 15% para 19%.

O pastor Everaldo Pereira (PSC) manteve 1% das intenções de voto na comparação com a pesquisa anterior, realizada entre 5 e 8 de setembro. A soma dos outros candidatos também se manteve em 1%. Brancos e nulos oscilaram de 8% para 7% e indecisos, de 5% para 6%. 

Na pesquisa espontânea, em que não são apresentados nomes aos eleitores, Dilma apareceu com 31% das intenções de voto, seguida de Marina com 24%, e Aécio com 15%. Outros nomes somam 1%. Brancos e nulos são 10%, e 18% não sabem ou não responderam. 

No levantamento anterior, Dilma era preferida por 35%, Marina, por 23% e Aécio, por 12%. Brancos e nulos eram 11%, e 19% não souberam ou não responderam à questão. 
Nas projeções para segundo turno, a candidata do PSB tem 43% das intenções de voto e a presidente 40%. Como a margem de erro é de dois pontos, as duas estão empatadas tecnicamente no segundo turno. No caso de Aécio chegar ao segundo turno, Dima venceria  por 44% a 37%.

Segundo o analista da Tendências Consultoria Integrada, Rafael Cortez, o acirramento da disputa entre Marina e Dilma  acabou favorecendo Aécio Neves (PSDB), que subiu quatro pontos nas intenções de voto do primeiro turno, enquanto as duas candidatas perderam um e três pontos, respectivamente. Essa recuperação do candidato tucano, no entanto, não deve alterar a tendência de continuidade da polarização entre a petista e a pessebista, diz. 

Segundo ele, a recuperação pode estar relacionada ainda à intensificação da agenda de campanha do tucano em Minas Gerais, seu berço político, onde até então estava tendo um desempenho abaixo do potencial. Cortez acredita que o candidato poderá crescer nas próximas pesquisas, mas nada que vá alterar a tendência de concentração das atenções em Dilma e Marina.

A pesquisa Ibope entrevistou 3.010 eleitores entre 13 e 15 de setembro em 204 municípios de todo o País. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-00657/2014.

Nesse fim de semana acontecerá o 1º FESTIVAL DE JEEP DE PASSA E FICA


A COMPETIÇÃO REUNIRÁ OS PRINCIPAIS PILOTOS DO NORDESTE E A ENTRADA É FRANCA. A PISTA FOI CONSTRUÍDA NA SAÍDA PARA SÃO JOSE DO CAMPESTRE PRÓXIMO AO BAIRRO NOVA PASSA E FICA, A CORRIDA ACONTECE NO DOMINGO, MAS NO SÁBADO OS PILOTOS JÁ AQUECEM OS MOTORES A PARTIR DAS 14:00.

16 de setembro de 2014

NY Times sobre Marina: popularidade reflete cansaço com corrupção do PT


O crescimento da candidata Marina Silva (PSB) nas pesquisas eleitorais é símbolo de um sentimento antigoverno que tem agitado os brasileiros, incluindo o cansaço das pessoas com a corrupção na política e o desempenho fraco da economia, destaca o jornal norte-americano The New York Times em uma extensa reportagem sobre as eleições brasileiras publicada na edição desta terça-feira.


Com uma foto da candidata Marina Silva ocupando quase toda a página do início da editoria de “Internacional”, a reportagem, assinada pelo correspondente do jornal no Brasil, Simon Romero, fala do aumento recente da popularidade de Marina e da disputa apertada com a presidente Dilma Rousseff (PT) nas eleições de outubro. Além da crescente insatisfação com a economia e a corrupção, o jornal destaca que Marina vem ganhando espaço na medida em que cresce o número de eleitores evangélicos no Brasil. Outra razão é a insatisfação dos brasileiros, que tiveram aumento de renda nos últimos anos, mas não da qualidade de vida e dos serviços públicos nas grandes cidades.
O Times conta na reportagem a história de Marina, destacando sua infância pobre no Acre, sua alfabetização apenas depois dos 16 anos de idade e fala ainda da sua conversão à igreja evangélica em 1997. A reportagem destaca que Marina não tem dado tanta ênfase, até agora na campanha, para sua origem humilde e sua etnia. “Ao contrário, a candidata optou por uma mensagem difusa de uma ‘nova política’ necessária para barrar o PT e o PSDB, partidos que vêm dominando a política nacional por mais de 20 anos”, diz o texto.
O jornal dos EUA ressalta que tanto Marina como Dilma foram ministras de Luiz Inácio Lula da Silva, mas enquanto ocupavam as pastas divergiam de quase tudo, de usinas nucleares a uma hidrelétrica na Amazônia. Dilma acabou sendo presidente do Brasil e o PT teve que fazer uma aliança com o PMDB para conseguir governar, diz o texto. Já Marina se distanciou do PT a partir de 2009, quando saiu do partido, e tem procurado mostrar que defende uma política econômica mais amigável ao mercado.
Apesar de crescer nas pesquisas, os desafios para Marina persistem, destaca o Times. O jornal cita, por exemplo, que a campanha de Dilma tem um caixa de US$ 55 milhões, cerca de cinco vezes a mais do que a da candidata do PSB. Além disso, ataques à Marina ganharam força nas últimas semanas, barrando o crescimento dela nas pesquisas mais recentes, ressalta o jornal.
A reportagem destaca ainda que Marina falou pouco na campanha de como lidaria com questões diplomáticas mais sensíveis do Brasil, como a aproximação do país com a Venezuela e Cuba durante o governo do PT. O fato, porém, de que a corrida presidencial se estreitou em duas mulheres de esquerda, uma negra, ambas do governo Lula e contrárias ao regime militar, mostra a consolidação da democracia brasileira desde os anos 80, ressalta o texto.

Acidente com caminhão deixa motorista preso nas ferragens entre Santa cruz e Coronel Ezequiel

Cabine praticamente destruída e motorista preso nas ferragens
O acidente foi registrado por volta das 08:00 hrs da manhã desta terça, 16, na altura da adutora na RN 023, entre Santa Cruz e Coronel Ezequiel. 

Segundo informações apuradas pelo Blog O Paralelo, um caminhão guincho da marca Iveco da empresa BACCARELLI de placas EJB 2081 de São Paulo, que transportava bobinas de Fio e Aço, conduzido pelo motorista Juscelino Santiago da Silva, trafegava em direção a Santa Cruz quando o mesmo perdeu o controle do caminhão em uma descida vindo logo a tombar e deixando a vítima preso nas ferragens do caminhão.
No momento viaturas da PM, do trânsito e o SAMU estão no local e com ajuda de caminhoneiros estão tentando livrar o motorista das ferragens.
Caminhão tombou na RN 023, com bobinas de fio e aço
Até o fechamento dessa matéria a equipe do bombeiros com auxílio de um guindaste estariam se deslocando até o local. Apesar do estado em que se encontra a cabine do caminhão, o motorista conversa normalmente com a equipe do Samu.
Do Paralelo

15 de setembro de 2014

Ibope aponta vitória de Henrique no primeiro turno para governador do RN


Candidato do PMDB ao governo do estado lidera disputa com 9% de vantagem em relação ao segundo colocado, o vice-governador Robinson Faria



Por Redação

A pesquisa Ibope/InterTV divulgada na noite desta segunda-feira (15) apontou vitória do candidato a governador Henrique Eduardo Alves (PMDB) no primeiro turno das eleições. De acordo com a sondagem, se o pleito fosse hoje, o peemedebista venceria com 40% dos votos. Em segundo lugar, o vice-governador Robinson Faria (PSD) foi citado por 31% dos entrevistados. Os demais candidatos somaram 5%. Os indecisos chegaram a 10%. Brancos e nulos, 14%.
Na disputa pelo Senado, permanece empate técnico entre a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) e a deputada federal Fátima Bezerra (PT). A petista aparece com 38% das intenções de voto. A pessebista, com 32%. Os demais candidatos somam 3%. Os indecisos, 12%. Brancos e nulos são opções de 13% do eleitorado. A margem de erro é de 3% pára mais ou para menos.

Ligação de Fátima com mensaleiros do PT pode prejudicar candidatura ao Senado

Fatima_PT
Fátima apoia petistas condenados por corrupção no episódio do Mensalão
Na reta final da campanha que vai definir uma nova senadora pelo Rio Grande do Norte, a campanha de Wilma de Faria (PSB) mudou a estratégia no guia eleitoral do rádio e televisão, para lembrar ao eleitorado que a principal adversária, Fátima Bezerra, é do PT, partido envolvido em vários escândalos de corrupção, durante os 12 anos em que está no poder.
“Votar em Fátima é votar no PT; votar em Fátima é apoiar o PT; votar em Fátima é dá mais poder ao PT. É isso mesmo que você quer? Pense nisso!”, diz um locutor em um dos vídeos lançado pela campanha de Wilma.
Em outro vídeo, o eleitor é lembrado sobre os condenados no mensalão que são do Partido dos Trabalhadores: “Você acredita que existe um PT de Delúbio [Soares]? Um PT de [José] Dirceu e um PT de Fátima? Não é verdade. O PT é um só. E Fátima é do PT”, diz o locutor.
A estratégia irritou a militância do PT, que chama o episódio de baixaria, em que pese, inclusive, Fátima ter ido ao presídio da Papuda, em Brasília, para visitar Dirceu e Delúbio, a quem chamou de companheiros, conforme registrou no Twitter, às 19h04 de 20 de novembro de 2013: “Em nome do @PTnoRN, levamos um abraço fraterno aos companheiros Dirceu, Genoino e Delubio. A verdade e a justiça um dia prevalecerão”.

O último adeus ao ex-governador Iberê Ferreira de Souza

Por Allan Darlyson

(Foto: Wellington Rocha)
Centenas de pessoas prestigiam missa de corpo presente do ex-governador Iberê Ferreira (Foto: Wellington Rocha)

A tarde desta segunda-feira (15) foi de despedida. Centenas de pessoas foram até à Escola do Governo, no Centro Administrativo, onde o corpo foi velado, para dar seu último adeus ao ex-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), que faleceu na noite deste sábado (13).
Tristeza, homenagens e depoimentos emocionados marcaram a despedida de Iberê. O público no velório foi eclético. Pessoas de todas as classes sociais e políticos de todas as bandeiras prestigiaram. Amigos, familiares, admiradores e até adversários participaram da missa de corpo presente.
Durante a missa, entre as expressões fechadas, saíam alguns comentários sobre a importância de Iberê para o Rio Grande do Norte, e sua personalidade. “Era um verdadeiro cavalheiro”, disse uma jovem que assistia a cerimônia atentamente. “Nunca o vi levantar a voz para ninguém”, completou sua amiga, que estava no local ao seu lado.
Uma senhora que aparentava cerca de 70 anos também enfatizou como o pessebista era querido. “Vieram dois ônibus de Santa Cruz só de gente pobre como eu”, cochichou a senhora rapidamente, para não perder a concentração nas palavras do padre que celebrava a missa.
A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) estava na linha de frente dos políticos presentes à cerimônia. Participaram também o candidato a governador Henrique Eduardo Alves (PMDB), a candidata ao Senado Wilma de Faria (PSB), o ministro Garibaldi Filho (PMDB), deputados federais, estaduais, prefeitos e vereadores de todo o estado.
O candidato a governador Robinson Faria (PSD) e a candidata ao Senado Fátima Bezerra (PT) visitaram o corpo do ex-governador mais cedo, mas não participaram da missa. Robinson e Fátima foram ao velório em horários distintos.
Na roda política sobre Iberê, além de elogios à sua atuação, o fato mais marcante comentado foi sua atuação a favor da aliança entre PMDB e PSB, que culminou com a chapa Henrique e Wilma, para as eleições deste ano. Segundo Garibaldi, Iberê foi o articulador da união.
O ex-governador partiu tendo visto em um só palanque os líderes do PMDB, legenda da qual foi fundador no Rio Grande do Norte, ao lado de Aluísio Alves, e o PSB, partido ao qual estava filiado e encerrou sua carreira política.
Após a missa, o corpo de Iberê seguiu no carro do Corpo de Bombeiros para o cemitério Morada da Paz, onde foi enterrado.


Álbum de fotos


(Foto: Wellington Rocha)